Buscar

Quando a marca é forte, a gafe é certa

Texto: Wilian



Já pensou patrocinar um programa e ter o nome do concorrente falado no lugar do seu?


Esse é um dos tantos fiascos promovidos no BBB 22 quando a 99 teve seu nome trocado pela Uber


Mas por que depois de 1 mês da gafe estou escrevendo sobre?


Para falarmos sobre o poder das marcas.


Apesar da 99 ser forte no Brasil, ela ainda não é a soberana, tanto que falamos “vou chamar um Uber”, mesmo que o pedido seja via 99.



gif


Isso mostra a relevância e força da empresa americana sobre a brasileira.


E, claro, há alguns motivos para isso, como o pioneirismo, investimento em marketing e presença.


Há um segredo para atingir isso?

Segredo não, mas muito trabalho, posicionamento e investimento.


Há diversas marcas novatas que já são referência. Exemplos?

Ifood.



Apesar de existirem diferentes aplicativos de alimentação, como o próprio Uber Eats, você lembra de quem? Do Ifood.


E isso aconteceu pelos jingles chicletes, famosos fazendo propaganda e até músicas com menção.

gif

Eu não sei você, mas eu não aguentava mais ver propaganda do Ifood no Youtube.


Então, para qualquer marcar se tornar relevante ela precisa conhecer seu negócio, o seu cliente, o seu nicho, a sua praça e os valores e quem saiba, se torne uma gigante.